quinta-feira, 7 de abril de 2011

Meu Irmão Vegetariano

Enfim, nesses últimos dias, resolvi postar dois contos meus que eu gosto muito... porque os contos são meus, o blog é meu e porque tá fáciul pra ninguém!
Senti uma certa saudade dos meus textos informais sobre minha vida, um mero recém-adulto recém-empregado de vinte aninhos cheio de qualidade de vida (Top Therm RULEZ), então resolvi escrever sobre meu irmão, um quase-idoso (vinte e seis anos) e como foi quando ele resolveu que seria vegetariano.
Para vocês entenderem bem essa história precisam levar em conta alguns pontos... O primeiro é que, aqui em casa, temos 4 pessoas (meu pai, minha mãe, meu irmão e eu) e um gato, e cada um possui uma religião diferente. Meu pai é testemunha de jeová com tendências ao espiritismo, minha mãe é espírita que reza o terço, eu sou crente... pfffff BRINKS, eu sou agnóstico, pode-se dizer assim, e meu irmão na época tinha acabado de seguir a filosofia Hare Krishna. Para quem não sabe, essa religão vem da índia, e não tem nada a ver com aquela novela da globo tosca que eu esqueci o nome onde cada personagem tinha um sotaque diferente e todos falavam AREBABA. #FAIL
Meu irmão se apaixonou e se encontrou na religião, e meu pai foi absurdamente contra. Em todos os níveis. Era uma batalha de ego nos diálogos que irritava. Se meu irmão dizia um palavrão sequer, papai retrucava: "Hare krishna, Christian, Hare Krishna!"
Entre outras pérolas.
"Isso não é religião de gente normal"
"Tem que entrar numa religião... sei lá, séria."
"Caramba, Christian, você vai seguir um livro de mais de 10 mil anos?"

Contudo, o mais intrigante ainda estava por vir. Meu irmão decidiu se batizar, ignorando todas as alfinetadas do meu pai, e da noite pro dia (sim, da noite pro dia) ele se tornou vegetariano.
E foi isso.
Ontem ele comia presunto.
Hoje, não.
Parece bizarro, né?
...
E foi.

No princípio, ele disse que não era difícil. Acho que a mente da gente controla demais nossos impulsos, ele queria mesmo parar de comer carne. Até me mostrou o documentário onde aparece a violência que acontece com os animais, mas é como eu sempre digo...
"Quando tentei virar vegetariano, e olhei pro frango, não resisti e disse: Frango. Não tá fácil pra ninguém. E comi o frango."
Meu pai surtou. Lógico. A melhor pérola foi que vegetariano era coisa de viado. Então, na primeira semana, ele tentou esconder pedaço de carne no arroz, sem meu irmão saber, essas coisas. Mas o gosto é forte, né minha gente? Meu irmão saiu pela rabiola.
Nas semanas seguintes foi ficando mais ofensivo, e cada discussão terminava no fato do meu irmão ser vegetariano e como isso mataria ele.
Detalhe, quem conhece meu irmão sabe que ele SEMPRE foi magro.
Nos dias que se passaram meu pai sempre dizia "Você está cada vez mais magro... é a falta da carne!"
Os anos se passaram. Meu irmão se desacostumou completamente da carne. Fez um curso de culinária vegetariana e aprendeu vários pratos mara, acostumou seu paladar com os vegetais de gosto intragável e começou a se alimentar melhor que todos aqui em casa. Resultado, a anemia dele foi pro beleléu e hoje ele é uma bolota de sustância.

O que mais existe por aí são desinformados à cerca do vegetarianismo. Pessoas que acham que carne é essencial. Assim, é só googlar em sites sérios... O organismo humano não foi feito pra digerir carne. A gente come mesmo assim porque é gostoso. Eu sei bem disso, eu só como porque é gostoso. Só escrever isso me vem uma picanha na cabeça e me dá água na boca.
A religião Hare Krishna prega uma filosofia interessante em relação à carne, que é necessário pararmos o seu consumo para evitar o sofrimento desnecessário à esses animais, uma vez que não precisamos dele para consumir proteína. Mas... as pessoas não tão nem aí. XD
E nem eu. Fazer o quê? É a vida!
Quem tem a força de vontade pra parar de comer carne, merece um aplauso. Se o mundo inteiro fosse vegetariano, ngn passaria fome, pois todos os pastos que servem pros bois e a soja que os alimenta daria para uma dieta absurdamente saciável pra toda a população mundial. Sem contar no impacto ambiental que o consumo de carne provém. Tudo indica para largarmos a carne pra lá. Mas ninguém larga. Ninguém se importa... o que produção, eu já falei isso? Ok ok, next...

Moral da história, meu irmão é vegetariano e tenho orgulho dele. Ele nunca vai ler isso, mas também não faz diferença. Infelizmente ele não pode se orgulhar de mim por não comer carne, afinal... TÁ FÁCIL PRA NINGUÉM!

3 comentários:

  1. Minha mãe tem dessas ideias tb, sorte que em breve não teremos mais o mesmo cardápio!
    Agora, rachei... Como alguém critíca o livro sagrado de 10 mil anos e segue o Velho Testamento da Bíblia que não é assim nenhum jovem perto daquele?
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei imaginando a família interessante que você tem. Quanto a ser vegetariano, é algo que eu tenho, ou já tive vontade, mas CARNE É TÃO BOM! Realmente eu não consegueria realizar tal façanha.
    Legal como você admira o seu irmão. O meu irmão mais novo também me acha um máximo ALOKA! rsrsrs
    Tenha um bom dia.

    ResponderExcluir
  3. Linda a relação sua com o seu irmão. E eu adoro o jeito que você constrói qualquer texto que você escreve. Sobre ser vegetariano, quem me conhece sabe que eu sempre fui gordinho. Acho lindo quem consegue ser, mas eu nunca seria. xD. Muito bom recém-adulto, tá mara. o/

    ResponderExcluir