quarta-feira, 13 de julho de 2011

Meus Eus

Meu EU de quando criei o blog, meu EU durante o blog e meu EU agora são EUs completamente diferentes. Isso é hilário, pois nem um ano se passou, e me sinto completamente distinto. Mas enfim, como já dizia Cátia Cega, não está sendo fácil, então bola pra frente.

Nesse blog eu não queria deixar mensagens subliminares para os outros, nem deixar vazar minhas emoções, mas nesse post eu vou quebrar essa regra. Preciso falar sobre isso aqui, ainda que provavelmente ninguém irá ler.

Magoei uma pessoa, recentemente. Feri ela profundamente. Não sou ingênuo para realmente assumir toda a culpa e me sentir um merda, prefiro acreditar que não houve culpado, mas foi uma situação extremamente bizarra, nova na minha vida, e lotada de pormenores e que tudo levou ao fim. As pessoas ao meu redor, como todas as pessoas do mundo, adoram um circo, e claro, vão fazer disso um, afinal, todos tem seu momento nos holofotes. O engraçado é, ninguém sabe de nada. Ninguém.
Ninguém me conhece. Ninguém conhece meus EUs. Acho que era sobre isso que eu iria falar nesse texto. Quando eu paro pra pensar eu reflito nisso, mas poucos me conhecem. Poucos sabem como eu sou. Poucos sabem meus medos, meus desejos, minhas aspirações, minhas qualidades e defeitos, mas acima de tudo, poucos me conhecem dentro da mente, longe do mundo, das influências do mundo.

Quando eu digo que "poucos sabem" é porque na realidade umas duas pessoas sabem, pois estão comigo há muito tempo. Mas o resto é o resto. O resto não me afeta, nem me atinge. Podem falar, como já falaram, as coisas mais ilógicas do universo, graças a Deus eu sou melhor que uma fofoca de alguém que não faz idéia de quem eu sou.

Digo isso pra você, e pra vocês, ou pra ninguém... Estou numa nova fase da minha vida e peço forças a Deus, para ser firme e conseguir ser feliz.

Um comentário:

  1. "Não está sendo fácil..." hehe
    My caro, não se importe com os outros e com o circo que as pessoas fazer. Se importe em ser o que vc sempre foi e em ser fiel aos seus princípios e ao seu caráter. Mas também não tenha medo de reconhecer que está errado e que precisa melhor. Eu faço isso o tempo todo. Abraços

    ResponderExcluir